No meu jardim tenho a mais bela e doce das flores... a minha Matilde...
Segunda-feira, 29 de Novembro de 2010

Mi

(foto removida)

 

 

Simplesmente Mi!

 

O pai, agora, chama-lhe "gadelhuda", dada a farturinha de cabelo que começou a mostrar. "Até já lhe tapa uma orelhinha!".

 

Nariz arranhado, cara e pescoço com borbulhagem difícil de curar (amanhã vamos outra vez ao médico), bochechas quadradas e ar malandreco, eis a nossa perdição.

 

Repare-se ainda nas quatro dentolas de baixo e asseguro que há mais duas em cima. Mais devem vir a caminho, porque não pára de roer tudo quanto apanha, incluindo ombros e bochechas de familiares e amigos.

 

Nestes dias, tem dado uns passinhos sozinha, sem amparo. O seu recorde foi batido hoje: quatro passos de uma vez, sem ir de cu ao chão. E só não dá mais porque se entusiama e quer correr, optando por se atirar literalmente para cima de nós.

 

Eu sei, Sandra, antes do Natal, antes do Natal...

 

 

 

publicado por flordemiosotis às 22:07
link | comentar | ver comentários (8) | favorito
Segunda-feira, 22 de Novembro de 2010

Gaja que é gaja...

... gosta de sapatos (vesti-la é fazer jogos de cucus para a manter minimamente sossegada e conseguir pô-la pronta em alguns minutos, o que é tarefa complicada. Mas assim que se diz "vamos calçar os sapatos", endireita-se e estica o pezinho, qual cinderela de palmo e meio);

... vai a uma loja de brinquedos com os pais e só aponta para as bonecas de cabelo comprido ou de fatos brilhantes (pusemo-la em frente a um jipe e a atracção não foi nenhuma, preferindo olhar para as pessoas);

... quando deambula pela sala, pára em frente ao espelho que temos à entrada, namora-se e sorri (e mal chega a casa da avó materna, pede colo e estica-se na direcção de um espelho pequeno e redondinho que ela lá tem, à altura do nosso rosto);

 Ai ai, qualquer dia está a pedir-me um secador de purpurinas (ver blog da milsorrisos).

 

 

publicado por flordemiosotis às 22:50
link | comentar | ver comentários (7) | favorito
Domingo, 21 de Novembro de 2010

E depois ainda me perguntam por que é que não me apetece fazer nada.

É que a Mi está uma daquelas delícias de se perder a cabeça e passar o tempo todo a brincar, a abraçar, a rir, a acalmar também  - que ela, de tanto brincar, ainda se descontrola e não consegue sossegar sozinha - a olhar para ela com o ar mais babado do mundo...

Definitivamente, este ano não me tenho dedicado à profissão como costumava fazer, e estou a martirizar-me um pouco por isso, mas ela só é pequenina agora, caramba!

Novidades de hoje: bate-cus no banho, "paiiiii", apontar para cima, para as luzes e para o relógio, esconder-se entre duas almofadas e aparecer a rir, tirar e pôr peças de encaixe de uma caixa, rir à gargalhada quando lhe perguntamos "O que é?".

E agora? Como é que eu faço para não perder pitada?

publicado por flordemiosotis às 22:21
link | comentar | ver comentários (5) | favorito
Sábado, 20 de Novembro de 2010

Alucinante...

... a velocidade a que a Mi está a crescer.

A novidade hoje foi o interesse que uma simples caneta e folha de papel lhe despertaram. Desenhei um gato e uma borboleta (quer dizer, fiz uns rabiscos que pretendiam assemelhar-se a esses bichos) e dei-lhe a caneta para a mão. Resultado: riscos leves sobre os meus desenhos, muito apontar de dedos para as figuras, muitos olhares demorados para a folha, acompanhados de tagarelices incompreensíveis.

Mais tarde, experimentei oferecer-lhe novamente a mesma folha de papel e a mesma caneta. As reacções mantiveram-se, mas desta vez já não precisou que estivéssemos ali com ela, a explicar-lhe tudo ao pormenor. O que mudou? Não nos deixa fazer desenhos, pelo menos daqueles que demoram mais de três segundos a fazer, só quer agarrar na caneta e rabiscar - faz um risco e aponta, depois olha com atenção para ele e para a caneta...

A continuar assim, acho que antes de começar a andar, ainda me vai riscar as paredes de casa!!! Feliz ideia a minha, sim senhora!

publicado por flordemiosotis às 21:17
link | comentar | ver comentários (9) | favorito
Sexta-feira, 19 de Novembro de 2010

Não, não desisti do blog...

... mas ando realmente sem tempo.

A Matilde já tem cinco dentes e o sexto vem a caminho, logo, imaginam as belas noites que temos passado. Desde há duas/três semanas a esta parte, as noites têm sido animadas, com muita resmunguice, muito choro lamechas, muito espernear e barriga a trabalhar fora de horas, tanto que há noites que nos levantamos de hora a hora.

Fora os dentes, esteve constipada e ainda tem alguma tosse e as malditas borbulhas ainda não desapareceram. Umas vezes está melhor, outras pior, mas passar de vez era bom. Temos ido ao médico e, da última vez, decidiu-se que era melhor fazer análises para despiste de alergia. Outra aventura: espreita uma mão, aperta outra, pica um braço, pica outro e nada de achar veia. Para a semana lá estaremos outra vez, para nova tentativa, numa clínica em que as pessoas até têm formação para isso, mas....

Por isso, como calculam, a minha inspiração tem andado por baixo e não me tem apetecido vir para aqui escrever no pouquinho tempo livre que me resta, aproveitando para dormir ou  simplesmente para vegetar.

Fora isto, que faz parte, embora nos esgote, anda uma castiça: já dá dois ou três passinhos sozinha quando a chamamos a vir ter connosco, já se segura sem ponto de apoio - levanta os braços no ar e ri-se, como que a mostrar a proeza, já percebe conceitos como dentro/ fora, aberto/fechado e em cima/em baixo (tira e põe do lugar, vezes sem conta, aquelas coisas que lhe prendem a atenção, ultimamente, as tangerinas que eu guardo numa caixa de fruta; as portas dos armários não páram, embora não mexa em nada do que está lá dentro, e as portas cá de casa ou são completamente fechadas ou as empurra, escancaradas até ao limite; trepa tudo quanto o seu joelhito alcança, isto é, tenta, porque nós não deixamos, e adora atirar tudo quanto apanha de um ponto alto para o chão, para depois se demorar a apreciar o feito).

Quanto a brincadeiras, são cada vez mais interessantes e uma perdição para nós. Já se esconde e aparece numa risota, deita a cabeça na almofada e fica à espera da nossa fingida indignação pelo facto de estar a dormir, momento em que levanta a cabeça e se ri, já finge que se atira para nós e depois foge, à espera de um perseguidor, pede-nos a mão e corre pela casa, adora e não se atrapalha nem um bocadinho, chuta bolas, faz cavalinho no nosso colo, com estalidos de língua e tudo, adora cócegas, piscares de olhos e franzires de nariz e até um simples "Ninaaaaaa!", pronunciado pausadamente e com a entoação certa, lhe basta para se divertir.

Falar, fala muito, mas não se percebe nada, a não ser mamãmã..., taitai (pai) e abóóóó. Hoje apanhei-a num "iau", dito vezes sem conta, que me parecia ser o miado do bichinho que ela tanto adora, mas ainda não estou certa e pode ter-lhe saído por mero acaso. Cada vez nos surpreende mais com as palavras que já entende - acho que está na hora de começar a ter cuidado com o que se diz à frente dela!

Por último, a minha grande perdição: dá cada beijinho mais delicioso - é só uma boquinha aberta que se demora na nossa cara, mas sabe tão beeeemmmm!

Beijinhos a todas, desculpem a a ausência, mas entendo isto como uma boa amizade: mesmo ausente, não esquece, sabemos que está lá e quando nos reencontramos sabe ainda melhor!

Até breve (espero).

publicado por flordemiosotis às 21:34
link | comentar | ver comentários (8) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Atitudes que surpreendem!

. Da mãe...

. Da Matilde...

. Fofices!

. Ai!

. O que me fez voltar!

. Eis-me again!

. Há registos que valem sem...

. Breve

. "Paia outa vez"

.arquivos

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010