No meu jardim tenho a mais bela e doce das flores... a minha Matilde...
Quarta-feira, 30 de Junho de 2010

64,5 cm e 6150kg

Mais uma consulta de rotina, desta vez antecipada umas semaninhas, para juntar o que tinha de ser ao facto de ter estado adoentada. A virose não passou disso mesmo, tem tido avanços e recuos, mas parece que está a deixar a minha Mi em paz, embora ainda continue a beber leite sem graça, isto é, sem lactose. Avaliada a rapariga, o peso continua abaixo da média (estas dietas não ajudam), mas ela tem crescido e desenvolvido convenientemente.

 

Dr: Então o que faz de gracinhas?

Eu: Hummm... Conhece bem as suas rotinas...

Dr: Já rebola?

Eu: Sim, quando está de barriga para baixo e quando está deitada de costas já tenta, mas ainda não vira completamente por causa do braço. Já se arrasta e gira para chegar às coisas que lhe interessam.

Dr: Tenta chegar aos brinquedos? Não desiste com facilidade?

Eu: Não! Entretem-se algum tempo a tentar alcançar as coisas que lhe captam a atenção e por vezes consegue. Outras vezes aborrece-se e zanga-se, mas não desiste.

Dr: Já sabe que é Matilde?

Eu: Há umas semanas.

Dr: Já tranfere objectos de uma mãozinha para a outra?

Eu: Já e puxa-os com as duas mãos e com força.

Dr: Atira os brinquedos para o chão propositadamente?

Eu: Que os atira com muita frequência, atira, agora se é de propósito ou se os deixa cair, ainda não percebi.

Dr: Mais umas semanas e isso acontece... Tem gargalhada fácil?

Eu: Para os pais sim, para as outras pessoas sorri muito, adora conversa, mete-se com elas, mas gargalhada nunca ouvi...

...

Conclusão: a rapariga já faz tudo o que é normal fazer aos 6 meses, algumas dessas coisas comprovadas pela médica ali mesmo, e com uma genica que é obra. Desta vez portou-se bem, prestou imensa atenção à conversa, gostou do estetoscópio e da luzinha que o aparelho para ver os ouvidos emite, brincou com o cabelo da doutora e com os bonecos que ali havia. Só fez um chorico quando a foi medir porque se sentiu presa, e ela que estava ali tão bem, despida, a brincar, tão confortável.  

Agora resta esperar que o apetite regresse (hoje a papinha já foi toda - Ena!), engordá-la um bocadinho e, quando fizer os seis meses, vai haver novidades na alimentação. Vamos ver se ela se porta à altura!

publicado por flordemiosotis às 22:32
link | comentar | ver comentários (6) | favorito
Segunda-feira, 28 de Junho de 2010

Não resisto!

Faço como a milsorrisos, publico hoje e tiro amanhã. Mas não resisto a partilhar isto. Desculpem a qualidade das fotos, mas por aqui não há mesmo jeitinho nenhum...

Fotografias removidas

 

(a noiva ia bonita, mas a Mi...)
(o alguidar das chouriças)
(Dois dias antes, doente... embora não pareça!)

 

publicado por flordemiosotis às 22:37
link | comentar | ver comentários (12) | favorito

Fim-de-semana...

... a 300 e muitos quilómetros de casa!

Já tínhamos confirmado a presença no casamento de um primo meu e, pronto, lá fomos pôr a resistência da Mi à prova. A virose tinha piorado e depois melhorado (e depois tornou a piorar na viagem de regresso e hoje parece ter melhorado, enfim!!!), ela andava bem disposta e resolvemos arriscar. Fizemos bem que o balanço final foi muito positivo. Tirando umas birrazinhas de quem não queria ir para o ovo depois de estar a descansar nas estações de serviço onde parámos - e só precisámos de parar duas vezes para cada lado - portou-se lindamente durante a viagem. Claro que nós fizemos de forma a coincidir com a maior sesta que ela faz durante o dia e o embalo do carro também ajuda, pelo que dormiu a maior parte do tempo.

Chegados ao destino, Viana do Castelo, foi de imediato recebida pela tia que nos acolhe sempre quando lá vamos como é próprio de gente do norte: com muitos risos, festas e colo, acompanhados de palavras ditas num tom de voz altíssimo. Engana-se quem pensa que a Mi, cansadinha da viagem, estranha o ambiente e fica rabugenta. Tal recepção fê-la ficar com uma energia renovada e muito bem-disposta. Preparámos um banhinho logo de seguida. A minha tia é solteira, não tem filhos, nós levámos muita bagagem, quase toda da Mi, mas por dois dias, não valia a pena carregar também a banheira. Qualquer bacia servia... mas as bacias eram demasiado pequenas e a banheira demasiado grande. Resultado: higiene feita num alguidar das chouriças! E que bem que ela ali estava sentadinha! Comeu relativamente bem, dada a falta de apetite com que tem andado, e depois caminha, a que foi emprestada por uma prima e que ali ficou montada à espera de uma próxima vez, onde dormiu toda a noite, sem que ninguém a sentisse.

No dia seguinte, sábado, andámos por casa dessa tia até à hora de almoço da Mi e só depois fomos para a casa do noivo. Ali estava reunida grande parte da família, caras que ela nunca tinha visto e caras conhecidas, a quem ela sorriu de igual maneira, muito sociável e nada estranha. Dormiu, apesar do barulho, experimentou colos variados, brincou com quem se metia com ela, observou tudo de forma atenta. Esteve à altura do acontecimento! Nem na igreja fez espectáculo, onde prestou especial atenção ao coro, mas também não estivemos lá durante toda a cerimónia.

Por volta das seis, viemos pô-la a casa da minha tia novamente, onde procedemos à rotina habitual e a deixámos, já ensonada, entregue aos cuidados da tia por mais umas horinhas.

No domingo, ainda pudemos dar um saltinho à praia de manhã, só para passear e respirar aquele ar, que a praia em Viana não tem outra finalidade, e ainda recebeu a visita de um vizinho da mencionada tia, um verdadeiro homem do norte, mas que se derrete todo por bebés. Sempre à altura, a nossa Mi, que até lhe pediu colo!  

E assim a moça passou mais este teste: já acompanha muito bem os papás nestas andanças, desde que respeitemos minimamente as suas rotinas, especialmente a do banho e a hora de dormir.

A nós, papás, este fim de semana soube a férias! Deixou-nos com vontade de lá voltar, o que pode ser que aconteça em Agosto.

E é caso para dizer "Havemos de ir a Viana, ó meu amor, algum dia..."

publicado por flordemiosotis às 21:24
link | comentar | ver comentários (6) | favorito
Quinta-feira, 24 de Junho de 2010

Virose...outra vez!

Eu bem que estava a adivinhar, mas hoje é oficial. Espero que dure pouco tempo!

Ai ai!

publicado por flordemiosotis às 12:56
link | comentar | ver comentários (10) | favorito
Quarta-feira, 23 de Junho de 2010

Novidades da Mi

O tempo tem sido pouco, entre dias no trabalho, solicitações familiares, pinturas e respectivas limpezas cá em casa - que bem precisava dado o rigor do Inverno. Chego à noite com boa vontade em relação a vir escrever qualquer coisa, ligo o computador, converso um bocadinho on-line com amigos, espreito os blogs que vou seguindo e quando finalmente me resolvo a abrir este espaço, já estou a cabecear...

A Mi continua uma castiça, cheia de novidades a cada dia que passa, não nos dá sossego:

  • rebola com grande facilidade. Se a deixo sozinha deitada de barriga para baixo quando a encontro já está a olhar os bonecos do móbil, pendurados na cama, toda atravessada e, na maior parte das vezes, a refilar porque a cama é apertada para tanta rebolice. Quando está de barriga para cima, sobretudo quando lhe mudo a fralda, resolve virar-se de lado e fazer força de maneira a pôr-se de bruços, o que só ainda não acontece porque tem um braço a estorvar (julgo que por pouco tempo!).
  • Se a deixo deitada sobre o sofá, que é feito de um material parente da pele (logo mais escorregadio) e resolvo afastar-me do campo de visão dela, lá começa o meu relógio favorito a andar, ou seja, vai rodando, rodando, rodando, a seguir a mãe para onde quer que ela se desloque. Chega a dar voltas de 360 graus.
  • Sento-a na espreguiçadeira, sobre a mesa da cozinha, enquanto faço as tarefas do costume. Para a entreter, pendurei um móbil no candeeiro, que está bem no centro da mesa. Até aqui, a Mi mirava os bonecos, falava para eles, estendia as mãos na sua direcção, tocava-lhes e eles dançavam, mas nada de grandes aventuras. Ora ontem fui dar com a rapariga a agarrar com força um desses bonecos e nem sequer era pelo interesse que ele lhe pudesse despertar. A sua satisfação estava em ver que, se puxasse esse boneco com energia, o candeeiro da cozinha abanava por todos os lados. Hoje já a afastei do brinquedo, que ela, com todo o gosto, tentava alcançar com as duas maozinhas, sem tirar os olhos do candeeiro...
  • Chora de cada vez que lhe tiro alguma coisa que ela quer muito, seja uma côdea de pão que experimentei dar para ver a reacção, até porque ela anda a começar a coçar as gengivas, seja um pano de cozinha, seja uma caixa de cartão, enfim... coisas que não os seus brinquedos - estes começam a perder a graça face aos muitos objectos que há cá por casa.
  • Já liga ao gato quando se costuma passear à nossa volta, mas ainda não o quer agarrar.
  • Ri-se imenso com os sustos que lhe vamos pregando. Assusta-se sempre, mas adora a brincadeira!
  • ...

Uma irrequieta esta Mi, uma giraça, uma espevitada.

 

publicado por flordemiosotis às 18:22
link | comentar | ver comentários (6) | favorito
Sábado, 19 de Junho de 2010

Hamamelis

Parece que está na moda fazer anúncios a produtos salientando certos ingredientes da sua composição que ninguém conhece. E quanto mais estranho for o nome do ingrediente, melhor!

Ora foi precisamente numa das alturas em que passeava a Mi cá por casa, a ver se uma birra passava, que se ouve, saidinho da televisão, o anúncio a um champô qualquer (nem sequer fixei a marca) que tem como maior qualidade o facto de ser feito "Com Panthenol e Hamamelis". Eu sempre prestei atenção a estes componentes, quanto mais não seja para repetir os nomes destes estranhos produtos cujas propriedades devem ser tão boas que só podem fazer com nós corramos para o supermercado para adquirir o objecto anunciado. Desta vez não foi diferente. Enquanto abanava a Mi, resolvi repetir, em tom irónico, a bendita frase "com panthenol e hamamelis". A birra deu lugar a um sorriso escancarado. Espantei-me e repeti a graça, desta vez pronunciando de forma quase silabada cada uma das palavras. E se a  primeira não despertou a curiosidade da Matilde, a segunda fez com que o sorriso desse lugar à gargalhada.

O champô não compro, mas rendo-me aqui às vantagens de colocar em lugar de destaque nos anúncios estes nomes tanto mais engraçados quanto mais sílabas de sonoridade semelhante tiverem.

Agora, cá por casa, repete-se vezes sem conta "hamamelis, hamamelis, hamamelis..." Com resultados muito positivos!!!!

publicado por flordemiosotis às 22:24
link | comentar | ver comentários (8) | favorito
Quinta-feira, 17 de Junho de 2010

Já me esquecia!

Quem é que começou a comer frutinha no início desta semana? Quem é que chora sempre quando a maçã ou a pêra acaba porque quer mais? Quem é que não rejeitou estas iguarias cruas, passadas numa máquina de fazer sumo com polpa do avô, que tem mais de 30 anos, mas que se tornou numa preciosade nesta casa?

Sim, tenho tido muita sorte relativamente à aceitação dos alimentos. Continua, Mi, continua...

publicado por flordemiosotis às 18:56
link | comentar | ver comentários (6) | favorito
Quarta-feira, 16 de Junho de 2010

5 meses

Já?!!!

 

Hoje consegui passar o dia todo contigo. Não fizemos nada de especial, não estavas tão bem-disposta como nos últimos dias, pediste mais colo e mais miminho do que é normal. Nestes momentos, olhavas para mim de forma tão atenta e meiga. Aconchegavas a cara no meu braço várias vezes, voltavas-te curiosa para observar as expressões que eu fazia quando falava contigo ou te cantava baixinho ao ouvido, sorrias por trás da chucha, com um sorriso rasgado, enorme e suspiravas. Depois, fechavas os olhos, mas não estavas a dormir, e a tua mãozinha começava a experimentar a minha boca, o meu nariz, o meu cabelo, a minha roupa. Abrias os olhos e sorrias outra vez para mim. E, à noite, deitei-te na tua cama, onde adormeceste sossegada, para acordares dez minutos depois a chamar. Não precisei de fazer nada, só aparecer. Ainda dormes, desde essa altura e, enquanto escrevo isto, sinto que não me podes dar nada melhor do que estes momentos.

 

 

publicado por flordemiosotis às 23:36
link | comentar | ver comentários (9) | favorito
Terça-feira, 15 de Junho de 2010

Para a Rita

- Chama a Matilde, Rita, chama a Matilde.

- Tiiiiiiiiiiiiiiiiiiii.

 

E aqueles olhos meigos e travessos sorriem, os ombros encolhem-se e a mão toca a cara que se esconde por trás dela, numa atitude terna mas desafiadora , a gargalhada solta-se - "Então, não te metes comigo? Não me dizes que sou a menina mais ternurenta que conheces?" - é o que lhe leio no rosto, nestes momentos em que ela é o centro de tudo.

 

Engraçada, traquina, vaidosa, destemida, sociável, simpática...

Digam lá que a minha vida não está cheia de bebés maravilhosos?

 

Parabéns, Rita, chegaste tão depressa ao dois aninhos. Deixo-te aqui um pequeno presente, só para ti, a imagem de uma das tuas personagens favoritas:

Beijinho grande e até domingo!
publicado por flordemiosotis às 22:32
link | comentar | ver comentários (4) | favorito

Hoje comecei a trabalhar

Confusão nas contas... Total alheamento do mundo exterior a esta casa... Passeta na segunda-feira... Chegada a casa, pensei: "deixa cá ver se sempre é na quarta que começo a trabalhar". Não era! Era hoje!

Mas não houve stresses: fui fazer a sopa dela para deixar, chamar a avó que mora mesmo aqui ao lado para a inteirar dos procedimentos a tomar, procurar o meu horário para ver a que horas tinha de pegar e... tentar dormir.

Tenho a dizer que não custou nada, talvez porque a Matilde acordou às 6:30h para comer e assim pude tratar dela antes de ir, com tempo, aproveitando aquele bocadinho, talvez porque foi a avó que veio cá para casa, o que permitiu manter as rotinas, talvez porque o ano lectivo está a acabar e acabei por só ter de dar uma aulinha, em parceria com a colega que me está a substituir, e porque fui muito bem recebida pelos alunos, talvez porque o ambiente da escola é muito bom e o regresso até soube bem, talvez...

Agora volto lá na quinta-feira, para cumprir o número de horas que tenho de fazer, em serviço burocrático, que nesta altura do campeonato abunda, mas sempre é um trabalho que não exige preparação prévia, pelo que aproveito todos os momentos que estou com ela em casa.

Calhou tão bem esta gravidez, no tempo certo: é que o retorno assim não se torna difícil, é feito devagarinho, vou-me preparando a mim e a ela e, em Setembro, logo se vê.

 Pois, passei o tempo a olhar para o relógio; pois, vim  a acelerar logo que me despachei, para chegar a tempo de lhe dar o leitinho da tarde...

De resto, muitos beijinhos da mãe e muitos sorrisos da filha, que estava óptima, tão bem-disposta, que me deixou ainda mais tranquila.

A estragar o cenário, só mesmo o meu carro, aquela lata velha, que resolveu encravar a porta ao chegar à escola. A maldita não queria fechar por nada, nem empurrando-a de mansinho, nem batendo com força, nem forçando o trinco... Ficou aberta por umas horas, as necessárias para eu cumprir o horário. Depois liguei ao pai e este, por artes mágicas, mesmo por telefone, foi-me dando umas indicações que eu nem sempre segui à risca. Lá consegui fechar a porta e vir embora para casa. Como é que os gajos conseguem fazer estas coisas?

publicado por flordemiosotis às 15:58
link | comentar | ver comentários (6) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Atitudes que surpreendem!

. Da mãe...

. Da Matilde...

. Fofices!

. Ai!

. O que me fez voltar!

. Eis-me again!

. Há registos que valem sem...

. Breve

. "Paia outa vez"

.arquivos

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010